segunda-feira

quarta-feira

1 - Intro - DJ Kay Slay
2 - Sharades LIVE On Funkmaster Flex Show
3 - The Stakes Are High
4 - You Can't Murder Me, pt. 2 feat. Murder Mook
5 - Who You Know feat. Mike Jones
6 - The Birth Of A Star
7 - I Give It Up
8 - True To This Shit
9 - The Don & The Diva feat. Thug Diva
10 - I Run These Streets
11 - Let The Jamroc
12 - Freestyle - Thug-A-Cation Pt.4
13 - Alphabetical Slaughter
14 - Sleep With The Fishes feat. The Shark
15 - Outro - DJ Kay Slay

1 - DJ Kay Slay Intro
2 - Hear My Footsteps
3 - Do Or Die feat. Lord Tariq
4 - The Truth feat. Fat Joe
5 - The Hood feat. Jadakiss & Styles P.
6 - Im'a Hold It Down
7 - Victim feat. Jae Millz
8 - Two Step feat. Prodigy & Grafh
9 - Style Wars feat. J.R. Writer
10 - Gangster Shit feat. McGruff
11 - Victory
12 - Eastside Niggaz feat. Remy Martin, Slim Thug, Jim Jones & Cam'ron 13 - Stuttering
14 - Undergrounds Most Wanted
15 - Recognize A "G"
16 - Charges feat. John Doe
17 - Midnight Express feat. The Shark
18 - Niggaz I Grind With feat. Thug-A-Cation
19 - OK Coral
20 - DJ Kay Slay Outro

DOWNLOAD coming soon!!
Nas disse ha' dias que seu melhor trabalho ainda está por vir, mas o veterano rapper disse que os fãs é que irão determinar se o album "Hip-Hop Is Dead" irá superar seus albuns clássicos como "Illmatic" (1994), "It Was Written" (1996), "Stillmatic" (2001) e God's Son (2002) e outros...


"Com certeza é o melhor album que já fiz. Quando você trabalha muito tempo no estúdio, as vezes você acha que ficou bom, mas você não tem certeza até as pessoas ouvirem. Então espero que as pessoas concordem."


O rapper de Queensbridge, assinou um contrato um contrato conjunto com a Def Jam/Sony Music em Janeiro de 2006, terminando uma longa rixa com o presidente da Def Jam Jay-Z.


Os dois rappers proporcionaram uma dos maiores beef's liricos no Hip-Hop, que resultou na música "The Takeover" de Jay-Z. Nas respondeu com uma outra porrada verbal chamada "Ether".


Nos termos do contrato da Def Jam/SOny MUsic, Nas irá fazer 4 albuns, sendo "Hip-Hop Is Dead" o primeiro saindo pelo seu próprio selo, Jones Experience.


O rapper disse que os fãs podem esperar mais colaborações dos dois gigantes da música.


"Eu estou somente com a Def Jam. Eu não estou trabalhando com mais ninguém além de mim. Fiz algumas coisas com Jay-Z, para os fãs por ai e para nós mesmos."


"Hip-Hop Is Dead" estará nas lojas dia 7 de Novembro.

enquanto is so rapper de Compton The Game está preparando o lançamento da segunda linha de seu tênis Hurricane, próximo do lançamento de seu album "The Doctor's Advocate", mas talvez o album se chamará "The Devil's Advocate", devido a saide de The Game da Aftermath, deixou o Doctor falando...


"O Hurricane 1 era mais simples, era pra usar no dia a dia. Esse próximo é mais desportivo, mais streetlife, muitos fãs de Hip-Hop vão curtir o Hurricane 2." diz The Game.

The Game falou também sobre seu próximo album, que chegará as prateleiras em Novembro, pelo selo Black Wallstreet, e será distribuido pela Geffen.


"Eu vou vender 1 milhão de CDs na primeira semana. Quando as pessoas comprarem o album, sentirão a minha dor, a minha luta, por tudo que passei nesses últimos 2 anos. Eu estou liricamente e mentalmente em uma posição no Hip-Hop onde somente Rakim, B.I.G., Pac, Nas, Jigga e Snoop podem entender. Estou completamente em outro nivel. Estou a frente do jogo no momento."


O album The Doctor's Advocate, que contém produções de Dr. Dre, Kanye West, Just Blaze, Timbaland, Scott Storch, Cool & Dre e participações de Nas, Mary J Blige, Snoop Dogg, Lauryn Hill e outros, chega as lojas 7 de Novembro.


O Hurricane 2 chega as lojas dia 21 de Novembro.


Mesma posição de 2Pac e Biggie?! Desce dai maluco, deixa de falar merda pah vc ainda nao provou nada....hahahahahaha

segunda-feira


Tracklist:

01-Doc_As_The_Godfather-DOC
02-G.A.G.E.-Straight_Spittin_Feat._Yo_&_Chill
03-G.A.G.E.-Pack_Tha_Club
04-G.A.G.E.'s_Nephew-Interlude
05-G.A.G.E.-2_Gangsta_Feat.Thi_Thi
06-Yo-Mike_China
07-G.A.G.E.-Cream
08-G.A.G.E.-Dress_to_Impress_Feat._Biggie
09-Ox-Interlude
10-G.A.G.E.-Hands_Up_Feat._Chic_Raw_&_Chill
11-G.A.G.E.-Pet_Cemetary
12-G.A.G.E.-Hustle_Hard_Feat._Chic_Raw_&_Chill
13-G.A.G.E.-Don't_Come_Down
14-Busta_Rhymes-Busta_Rhymes_Speaks
15-G.A.G.E.-Cannon_Feat._Busta_Rhymes_&_T.I.
16-Ox-Interlude_2
17-G.A.G.E.-Street_Code_Feat.__Chic_Raw_,_Chill,_&_Brass
18-G.A.G.E.-I_Know
19-DMX-DMX_Speaks
20-G.A.G.E.-East_Side_Story
21-G.A.G.E.-Gage
22-G.A.G.E.-Talk_About_Me
23-G.A.G.E.-Free_Family 2
4-G.A.G.E.-Llama_Cocka 2
5-G.A.G.E.-Philly_Full_Time
26-G.A.G.E.-Gettin_Some_Head
26-Twista-Twista_Speaks
28-G.A.G.E.-Gage_&_Chill_Will
29-Ox-Interlude_3
30-G.A.G.E.-What_We_Do

sexta-feira

Ice Cube faz uma grande ameaça....


O rapper Ice Cube prometeu sacudir a indústria do Hip-Hop após demonstrar dizer que está cansado do comercialismo no rap hoje em dia...

O rapper, nome verdadeiro O'Shea Jackson, teme que o atual rap dos EUA tenha perdido suas raízes e perdeu a direcção.
Ele afirma que o rap hoje em dia prefere comentar sobre sexo e sobre jóias do que sobre problemas da comunidade, e ele está começando uma campanha para expor essa patifaria. O antigo membro do NWA diz "Tudo que ouvimos aqui na America é música pra balançar a bunda. Se os rappers americanos não melhorarem suas letras, então eu vou.
Estou planejando lançar 3 albuns em dois anos - cada um mais politico que o outro. Eu vou fazer meu caminho e deixar um rastro pros outros.
Temos que fazer o que for possível para colocar a música de volta nas mãos das pessoas que amam a música".

ahahahahahahah esta conversa ouvi com o NAS JONES....mas esperar pra ver...
Styles P’s highly anticipated sophomore album, Time Is Money, has been pushed back again.

The album, which was originally due for release last year, was slated to drop next month but will now hit stores on November 14th.

Time Is Money reportedly features appearances from Akon, Gerald Levert, Jagged Edge, J -Hood, Mario Winans, Floetry’s Marsha Ambrosius, Rashad, Talib Kweli and The Lox.

Production on the album is supplied by Swizz Beatz and Scott Storch, among others.
In related news, Styles P will be featured on Akon’s forthcoming album, Konvicted.
Due in stores on December 12th, the album also features Snoop Dogg and Eminem.

sohh


Doctoring Jay HovaOut of the tiny state of Rhode Island comes a monster mixtape of legendary proportions. What do you get when you cross The Chronic with The Dynasty? The baddest Jay-Z remix tape we’ve ever heard. DJ Egg Nice doctors this 100% remix/blend mixtape featuring Jay-Z verses over Dr. Dre beats from front to back. If you thought the "Watcher" remix Dre cooked up for Jay-Z was a good look, you’ll be all over this mixtape. If that’s not enough, this mixtape is more than 50 remixes deep, seemlessly mixed from front-to-back so you get a little bit of all your favorite Jay-Z tracks and Dr. Dre beats. Check out the MP3 sampler (left), sit back, relax and take notes.
Tracklist
1 - Intro
2 - Best Of Me (Chronic 3000 remix)
3 - City Is Mine (Chronic 3000 remix)
4 - 99 Problemz (Chronic 3000 remix)
5 - H To The Izzo (Chronic 3000 remix)
6 - Super Ugly (Chronic 3000 remix)
7 - Radio Freestyle (Chronic 3000 remix)
8 - Frontin’ (Chronic 3000 remix)
9 - It’s Obvious (Chronic 3000 remix)
10 - Can’t Knock The Hustle (Chronic 3000 remix)
11 - My Name Is Hov (Chronic 3000 remix)
12 - Threats (Chronic 3000 remix)
13 - Money Ain’t A Thing (Chronic 3000 remix)
14 - Change Clothes (Chronic 3000 remix)
15 - September 11 (Chronic 3000 remix)
16 - Take Over, Teach Me (Chronic 3000 remix)
17 - What More Can I Say (Chronic 3000 remix)
18 - Not Guilty (Chronic 3000 remix)
19 - Lucifer (Chronic 3000 remix)
20 - Sunshine (Chronic 3000 remix)
21 - Jay -Z Freestyle (Chronic 3000 remix)
22 - Fell My Truth (Chronic 3000 remix)
23 - Best Of Both Worlds (Chronic 3000 remix)
24 - Brooklyn Bad Boy (Chronic 3000 remix)
25 - Egg Nice Freestyle
26 - Jay-Z Freestyle (Chronic 3000 remix)
27 - Dirt Off Your Shoulder (Chronic 3000 remix)
28 - Jay-Z Freestyle (Chronic 3000 remix)
29 - I Never Change (Chronic 3000 remix)
30 - Crazy In Love (Chronic 3000 remix)
31 - The Ruler Is Back (Chronic 3000 remix)
32 - That Nigga Jigga (Chronic 3000 remix)
33 - Me & My Girlfriend (Chronic 3000 remix)
34 - Excuse Me Miss (Chronic 3000 remix)
35 - Song Cry (Chronic 3000 remix)
36 - Threats (Chronic 3000 remix)
37 - Skit
38 - The Ruler Is Back pt. 2 (Chronic 3000 remix)
39 - Point Out The Bounce (Chronic 3000 remix)
40 - Where’s The Love (Chronic 3000 remix)
41 - Breathe Easy (Chronic 3000 remix)
42 - Girls Girls (Chronic 3000 remix)
43 - All I Need (Chronic 3000 remix)
44 - Public Service Announcement (Chronic 3000 remix)
45 - Shout Outs/Freestyle
46 - The Watcher (Chronic 3000 remix)
47 - Mike G Freestyle
48 - 99 Problemz pt. 2 (Chronic 3000 remix)
49 - Egg Nice Freestyle
50 - The Watcher pt. 2 (Chronic 3000 remix)
51 - Egg Nice Freestyle52 - D4L (Chronic 3000 remix)
53 - Egg Nice54 - I Am Hov (Chronic 3000 remix)
55 - What More Can I Say (Chronic 3000 remix)
56 - Egg Nice Freestyle57 - Peedi Crakk (Chronic 3000 remix)
58 - Kanye West (Chronic 3000 remix)
59 - Mike G Freestyle
Os M.O.P. apresentaram no passado dia 25 de Julho o novo álbum Ghetto Warfare, projecto esse que estaria concluido à mais de 4 anos, mas fora colocado na prateleira até julho deste ano.
A dulpa constituida por Lil' Fame e Billy Danzenie, que nos trouxe em 2000 o hit single Ante Up, surge igual a si mesma, com aquele tipico Rap étnico, hardcore e sujo. Com participações de nomes como Jay-Z, Memphis Bleek, State Property e os miticos CNN, Ghetto Warfare marca o regresso da Mash-Out Posse ás lides discográficas, com o selo da Coppertop Entertainment.
Artista: M.O.P
Editora: Copppertop Entertainment
Álbum: Ghetto Warfare
1. Intro
2. Welcome Back feat. Teflon
3. Roc La Familia feat. Jay-Z, Memphis Bleek, State Property
4. Instigator
5. Interlude
6. Fuck M.O.P.
7. Stomp Tha Shiit Out Ya feat. CNN
8. Interlude 2
9. Fire
10. Got To Go
11. The Bottom
12. Put It In The Air feat. Jay-Z
13. What The Fuck
14. Wanna Be Gs
15. Live From Ground Zero
16. Take A Minute
17. Muddy Waters
18. G-Boy Stance
19. BKNY

Fonte: terroristas sonoros



Mobb Deep está pra lançar um CD/DVD entitulado "Life of the Infamous"The Best of Mobb Deep".

O disco irá conter as melhores músicas da dupla de Queensbridge pela primeira vez, entre elas "Survival Of The Fittest", "Shook Ones Pt. II" e o remix de "Quiet Storm" com Lil Kim.
O DVD vai ter mais duas novas músicas "Blood Money" e "Go Head", gravadas esse ano, exclusivamente para esse ALBUM.

Além do CD, o DVD entitulado "Life Of The Infamous: The Videos" terá todos os videos de Mobb Deep, com algumas imagens de bônus.
O material bônus inclui um video raro de "Back At You" do film Sunset Park e o video de "Y.B.E." de Prodigy, e o video de "L.A. L.A.".
O CD/DVD vai sair no dia 10 de Outubro.

01. Hit It From The Back
02. Survival Of the Fittest
03. Shook Ones Pt.II
04. Temperature's Rising
05. Get Deal With
06. Quiet Storm (remix Featuring Lil' Kim)
07. Keep It Thoro
08. G.O.D Part III
09. Hell On Earth (Front Lines)
10. Hey Luv (Anything) - featuring 112
11. Get Away
12. The Learning (Burn) - featuring Big Noyd
13. Got It Twisted
14. Real Gangstarz - featuring Lil' Jon
15. Win Or Lose Faixas Bonus
16. Blood Money
17. Go Head

Como não poderia deixar de ser, esse mês de Setembro guarda muitas comemorações para celebrar a vida de 2Pac Shakur, uma delas é essa mixtape que tem tudo para ser uma das melhores, vários remix feitos por dois DJs bem conceituados no Rap, DJ Hitman e DJ Fatal, e a mixtape se chama "Black Angel of Death" (Anjo Negro da Morte).

Ela vai ter edição limitada, mas na internet não tem isso haha...
Vai sair no dia 13 de Setembro, as 4:03, quem quiser ouvir alguns samples das faixas, é só acessar o myspace clicando AQUI

01. "Intro"
02. "Hold On Be Strong" (DJ Hitman Remix)
03. "Let Them Thangs Go" feat. Brick & Lace (DJ Fatal Remix)
04. "Nothing To Lose" (DJ Fatal Remix)
05. "Thugz Mansion" feat. Lauryn Hill (DJ Hitman Remix)
06. "Homeboyz" feat. Outlawz (DJ Hitman Remix)
07. "I Wonder If Heaven Got A Ghetto" feat. Tami Chynn (DJ Fatal Remix)
08. "Me Against The World" feat. Dramacydal (DJ Hitman Remix)
09. "Can U Get Away" feat. Johnta Austin & Jadakiss (DJ Fatal Remix)10. "Baby Don't Cry" feat. Outlawz (DJ Hitman Remix)
11. "Loyal To The Game" feat. Cormega & Vybz Kartel (DJ Hitman Remix)
12. "Temptations" (DJ Hitman Remix)
13. "Never Call You Bitch Again" (DJ Hitman Remix)
14. "Losin' It" feat. Big Syke & Spice 1 (DJ Fatal Remix)
15. "There U Go" feat. Outlawz, John Legend & Miri Ben-Ari (DJ Fatal Remix)
16. "Who Do You Believe In" feat. Kadafi (DJ Fatal Remix) Thug

Propz pro mano Nefasto
DJ Babe do Core DJs e Bumsquad DJz se aliou com DJ Strong do Cali Untouchable DJs para completar o volume 2 da tão esperada "Westcoast Classics: Instrumentals".

Essa edição da série apresenta vários clássicos instrumentais da Westcoast incluindo Dr. Dre, Eazy-E, AMG, Luniz e outros. Abaixo a tracklist e a capa.
A mixtape já está nas ruas e em breve por aqui. Destaco as faixas AMG - Bitch Betta Have My Money, 2Pac - Ambitionz of a Ridah, Ice-T - Colors, só clássico vagabundo, É noiz!!!

01 - B!tches Ain’t Sh!t – Dr. Dre
02 - Indo Smoke – Mista Grimm
03 - Pay Ya Dues – Low Profile
04 - Gin & Juice – Snoop Dogg
05 - Bonnie & Clyde Theme – Yo Yo/Ice Cube
06 - Colors – Ice-T
07 - B!itch Betta Have My Money – AMG
08 - Let’s Get High – Dr. Dre
09 - Real Muthaphuckkin G’s – Eazy-E
10 - Amerikkka’s Most Wanted – Ice Cube
11 - The Formula – The D.O.C.
12 - I Got 5 On It – The Luniz
13 - Ambitionz Of A Ridah – 2Pac
14 - Kalifornia – Above The Law
15 - I’m Your Pusher – Ice-T
16 - Afro Puffs – Lady Of Rage
17 - Hope I Don’t Go Back – E-40
18 - The Watcher – Dr. Dre
tudo nosso logo mais...
Recentemente saiu um single de The Game chamado "One Blood: It's Okay", que fará parte de seu album "The Doctor's Advocate"

A música mal começou a tocar pra todo lado e começaram a aparecer os remixes, o primeiro deles é com o MC da Westcoast, Mitchy Slick, com um verso muito louco isso dá uma mostra do que esperar de seu próximo album.
Seu próximo album se chamará "Urban Survival Syndrome" dia 12 de Setembro, o de The Game sai no dia 7 de Setembro.
A produção desse som ficou mil graus, mas esse maluco não precisava gritar "Blooooooooooooood" toda hora....

Download Video:
http://www.megaupload.com/?d=PX8650BX


Mais um mês de setembro, 10 anos da morte de um dos icones do HIP HOP, e a XXL resolveu fazer um Guia sobre 2Pac, falando sobre toda sua pós-vida, sobre as homenagens e sobre a exploração de seu nome.
2Pac é capa da revista na edição de Outubro, em breve posto a matéria completa, Thug Life!!!O Guia de 2Pac.

Nos últimos 10 anos, Pac se tornou mais famoso e popular do que na época que ele ainda era vivo. Músicas, livros, filmes, colaborações, murais e leilões no eBay intensificaram o amor pelo filho de Afeni Shakur.
Agora, a XXL criou o guia póstumo definitivo sobre 2Pac Shakur.

"Passaram dos Limites"
Como saber quando se está realmente homenageando 2Pac ou se estão explorando o se legado? YN explora a pós-vida de Tupac Shakur e declara, que já é o suficiente.

Mais um mês de setembro, 10 anos da morte de um dos icones do HIP HOP, e a XXL resolveu fazer um Guia sobre 2Pac, falando sobre toda sua pós-vida, sobre as homenagens e sobre a exploração de seu nome.
2Pac é capa da revista na edição de Outubro, em breve posto a matéria completa, Thug Life!!!O Guia de 2Pac.

Nos últimos 10 anos, Pac se tornou mais famoso e popular do que na época que ele ainda era vivo. Músicas, livros, filmes, colaborações, murais e leilões no eBay intensificaram o amor pelo filho de Afeni Shakur.
Agora, a XXL criou o guia póstumo definitivo sobre 2Pac Shakur.

"Passaram dos Limites"
Como saber quando se está realmente homenageando 2Pac ou se estão explorando o se legado? YN explora a pós-vida de Tupac Shakur e declara, que já é o suficiente.

quarta-feira

Big Snoop Dogg
Snoop Dogg está para lançar seu oitavo album solo "The Blue Carpet Treatment", em Novembro pela Doggystyle/Geffen.
"The Blue Carpet Treatment" é um dos albuns mais comentados esse ano e vai ajudar a solidificar ícone do Hip-Hop como um dos artistas mais influentes dos dias actuais...

Em cada faixa desse album, Snoop volta a suas raizes... de volta ao gueto, demonstrando o som gangsta original que tornou esse nativo de Long Beach um nome conhecido quando ele fez sua estréia em 1992 com Dr. Dre na música "Deep Cover", e no clássico album "The Chronic".
Após lançar vários sucessos que tinham uma cara mais comercial, como o grande sucesso "Drop Like It's Hot" com Pharrell, o rapper decidiu trazer o velho Snoop de volta, o O.G. Os produtores que trabalharam em "The Blue Carpet Treatment" foram Dr. Dre, Timbaland, Rick Rock, Pharrell, entre outros, e conta com participações de Stevie Wonder (gangsta???), Ice Cube, The Game, MC Eiht, Brandy (gangsta?! haha) e R. "PEDÓFILO" Kelly.

O primeiro single é a música produzida por Pharrell chamada "Vato", com participação de B-Real do Cypress Hill, ela é uma música das ruas que conta as estórias das duras ruas de LA, de um modo que só Snoop pode contar.
O video da música, que foi dirigido por Phillip Atwell, roda como um pequeno filme cinematográfico com uma importante mensagem: a necessidade de união entre negros e mexicanos, especialmente devido a crescente onda de violência entre essas etnias em Los Angeles.
Com Snoop atuando como um O.G. e B-Real como um membro de gangue Latina, o video contém aparições do veterano rapper Kid Frost e do nomeado ao Oscar Edward James Olmos para chamar atenção a um assunto que continua a devastar as comunidades nos dias de hoje. Com esse video, Snoop espera usar suas credibilidade nas ruas para lançar um movimento de união entre os dois grupos acima citados.

"É hora de lutarmos um pelo outro e não um contra o outro. Eu tenho manos em todas as culturas e amo todos meus irmãos, negros e latinos. Não há nada que possa nos impedir de criar um futuro melhor para nós, para nossas familias e para as gerações futuras se nos juntarmos." diz Snoop Dogg.

Essa não é a primeira tentativa de Snoop Dogg de tomar a linha de frente em alguns problemas sociais. Ano passado ele fez a conferência de Paz chamada "Protect The West" para acabar com as rixas entre os rappers da West Coast. Snoop participou de passeatas para salvar a vida de Stanley "Tookie" Williams, fundador dos Crips que morreu ano passado e criou o tratado de paz entre Bloods e Crips.

Depois de muita espera, o primeiro video do novo album de Snoop Dogg está pronto. O single "Vato" estreiou algumas semanas atrás, com B-Real no refrão. O video foi dirigido por Phillip G Atwell e é como um pequeno filme.


O video é muito louco, nas ruas de Long Beach, monstrando Niggas e Vatos, tudos juntos e misturados, sem TRETA!!!


Primeiro o single e embaixo o video:

Snoop Dogg & B-Real - Vato


terça-feira

Immortal Technique - Entrevista para a XXL

Immortal Technique - Entrevista para a XXL

O rapper do Harlem Immortal Technique nem sempre foi diplomático, mas ele se tornou rapidamente um dos artistas mais verdadeiros. Nessa entrevista o instransigente MC fala sobre brigas com grandes gravadoras, fala sobre o programa "Stop Snitching" (Pare de Caguetar), Gangsta Rap, sobre o crescimento do Dirty South, grandes gravadoras, Dipset, e a relevância de seu rap revolucionário.

Com todo o respeito ao Mista Chuck, mas alguns "rappers politicos" são tratados como Testemunhas de Jeová no Hip-Hop; ouvimos eles tocando a campainha da porta - é claro, eles propagam o bem - mas que um raio me acerte se todos não se escondem embaixo da mesa da cozinha para que eles não te vejam.
Immortal Technique é uma rara excessão. Sua forte presença, inteligência aguçada e confissões pessoais o separou dos MCs pregadores. Seus dois albuns, Revolutionary Vol. 1 e Revolutionary Vol. 2 demonstrou um artista comprometido a mostrar a grande verdade por trás da realidade dos guetos.


E parece que Tech está alçando novos vôos actualmente. Ele é o presidente de sua própria gravadora independente, Viper Records, onde ele foi o produtor executivo do album "Legacy" de seu novo artista Akir.
Com mais um album, The Middle Passage, saindo pela Babygrande/Koch, um DVD documentário chamado "Urban Warface" e uma 'mixtape/album' com Green Lantern a caminho, é impressionante que ele tenha tempo para comandar uma gravadora.

Após ouvirmos a nova mixtape de Green Lanter a rima de Technique "Al Qaeda e America fazem bons negócios juntos/São mais aliados que Interscope e XXL," achamos que ele estava querendo nos zoar.
Então, antes dele partir para sua turnê para começar sua Invasão 2006 na West Coast, nos encontramos com Tech para saber como estavam as coisas. Quem sabe, agora, Tech e XXL sejam tão próximos quanto a Interscope e, bom... nós.

XXL: Antes de tudo, obrigado pelo 'salve' para a XXL na música "Impeach The President". Quão próximos são a Interscope e XXL?


Technique: Eu tenho certeza de que as pessoas envolvidas poderiam responder melhor do que eu. Não estou dizendo que vocês pegam dinheiro pelas capas da revistas ou por matérias ou revisões, mas quando você faz muitos negócios com alguém, você forma um tipo de ligação. Era só uma rima, eu não estava desrespeitando ninguém. Fala sério, você já ouviu minha música, essa coisa de desrespeito não se encaixa num cara como eu. Eu acho que só citei algo que não era novidade para ninguém no jogo, ou para alguém que está do lado de fora. Eu sempre apreciei o apoio da XXL a todos os meus trabalhos. Um 'salve' para o Presidente, Bonsu, Leah e todo os funcionários que dão um duro aqui.


XXL: O que você acha dessa atual situação no Hip-Hop do programa "Stop Snitching"? (Pare de Caguetar)


Technique: Eu ouvi muitas criticas sobre isso; dizem que isso destrói a comunidade, que cria desconfiança e impede crimes de serem resolvidos. Mas as pessoas seguem os exemplos. Se a policia quer que as pessoas comecam a falar com as autoridades, eles deveriam começar a falar com as autoridades. Querem que as pessoas vão depor no tribunal? Então eles deveriam sair do anonimato e depor no tribunal eles mesmo. Eles querem que os Latinos e os Negros entrem em Bitokes um ao outro? Querem que o gueto caguete a si mesmo? Eu nunca vi um policial depor no tribunal contra outro policial e dizer, 'sim meritissimo, eu vi meu parceiro arrebentar a cabeça do garoto porque ele era negro'. Nunca ouvi nenhum deles dizer 'não meritissimo, não tinhamos motivos para para-los. Fazemos isso o tempo todos nas avenidas em Jersey, as vezes contamos com a sorte. E o governo? Você já viu os Federais caguetando um ao outro e dar em alguma coisa? E o que dizer da CIA? Eles matam caguetas. Alguém ouviu Coronel Oliver North - que mandava dinheiro de drogas e armas para os Contras na Nicaragua - caguetar o Reagan? Porra nenhuma mano. Nunca vimos nada disso. Você quer que o povo caguete? Caguete você filho da mãe. Você quer crimes resolvidos? Nós também. Você quer a verdade? Sabe de uma coisa? Nós também queremos. Malcolm X. Martin Luther King Jr. Tupac. Biggie. Agent 800. Sindrome da Guerra do Golfo. Epidemia de Câncer na periferia. JFK. 11 de Setembro. Antrax. Os motivos por trás da guerra no Iraque. A fundação do Talibã pela América cinco meses antes do 11 de Setembro. Isso começou aqui. Precisamos começar a nos policiar. Precisamos enfrentar os molestadores de crianças e os estupradores, assim como as Igrejas que - sem desrespeito a Jesus Cristo - poderiam facilmente cair nessas categorias. Deveriamos começar uma campanha "Start Snitching" (Comece a Caguetar) para o governo para que ele nos explique tudo que nos foi feito no passado, ai sim quem sabe poderemos apontar o dedo para um irmão. Eu passei seis meses trancado e um mês na solitária porque não disse nada a policia, mesmo após o cara que foi acusado comigo cantar como a porra de um canário. Eu não fiz isso pra ganhar credibilidade nas ruas ou porque achei que fosse legal. Eu sou um homem de principios. Eu perdi tudo em materia de dinheiro e familia, mas eu sai da cela e voltei para Nova Iorque como um homem em cada sentido da palavra. Eu levo essa coisa de caguetagem pro lado pessoal porque eles não conseguiram me dobrar e nem me fazer falar. Eu não estou a venda. E não acho que nossa lealdade para com nosso povo esteja a venda também.


XXL: Assinar com uma grande gravadora é algo que você almeja?


Technique: Eles vivem querendo me assinar como um artista e vivem me oferecendo dinheiro, mas não percebem que não faço isso por dinheiro. É sobre principios e sobre o meu sucesso como presidente de minha própria gravadora. Como o VP e presidente da Viper, eu vendi 80,000 cópias do Revolutionary Vol. 2 e vendi 35,000 cópias do Vol. 1. A SoundScan talvez diga que os números foram menores, mas eu vendi sozinho 30,000 cópias através de pequenos distribuidores. Antes mesmo de eu conseguir distribuição eu já tinha vendido 10,000 sozinho por $8 e $10. Eu não preciso fingir que recebo de alguém. Eu sou do Harlem, mas não sou nenhum exibido. Eu tenho uma cultura de um país de Terceiro Mundo, como os Haitianos, Jamaicanos, Cubanos, Colombianos. Eu sou Peruano, eu invisto meu dinheiro. Eu tenho 3 apartamentos e uma casa que comprei para minha avó na América do Sul. Eu tenho mais de 50 acres de terra no Peru. Eu coloquei minha irmã na escola e na escola médica. Eu ganho o mesmo que artistas comerciais nos shows. Meu agente não me chama a menos que a conversa comece com $5,000 até $15,000. Eu não estou passando fome e nem falido para vender minha alma junto com os direitos dos meus masters e de publicação. Não estou atrás do grande salto na carreira. Estou atrás do que um contrato com gravadora - ou um contrato com P&D - deveria ser. Um contrato, não um pedaço de papel escrito em letras pequenas que me tornam um escravo.

XXL: 50 Cent parece estar assinando com todos ultimamente. O que ele deveria fazer para você assinar um contrato com a G-Unit?


Technique: Se você quer ser engraçado, eu vou ser engraçado também. Como um rapper latino com um grande número de fãs latinos e alguém que tem muitos fãs brancos, mulçumanos, negros, eu tenho uma diversidade de fãs onde quer que eu vá. Eu rodo o mundo todo. Mas falando de um contrato, eu precisaria de algo como a Roc-A-Fella conseguiu da Def Jam; eles dão 25% e uma grande distribuição com apoio de uma grande gravadora. Mas eu tenho que manter meus masters já que eu mixo tudo e masterizo tudo com meu próprio dinheiro. Eu não tenho um A&R. Eu faço tudo sozinho. Não tem outra visão além da minha. Eu sempre coloco meu dinheiro nas produções e para prensar as cópias. E eu não acho que alguém tenha essa mesma fórmula. As pessoas não estão assinando com alguém que os queria 100%, e as gravadoras não criam mais artistas. Eles querem alguém pronto mas não paga o mesmo dinheiro de alguém que se formou.


XXL: Você acha que ser um "rapper politico" te ajuda ou te prejudica?


Technique: Eu já ouvi "Rapper Revolucionário", "Politico das Ruas", "Rapper Politico", "MC Ativista", toda essa merda. Não ligo a minima. Costumavam me chamar de "MC de Batalha" porque eu ganhava todas as batalhas em Nova Iorque. Eu sei do que sou capaz. Eu sei o que é ser deixado de lado no jogo, então não me preocupo com o que as pessoas dizem. Os albuns mais pesados, mesmo os do começo do Gangsta Rap, todos eram revolucionários: Amerikkkaz Most Wanted, The Chronic, os antigos do Ice-T. Como as pessoas ouvem esses albuns e não entendem as mensagens revolucionárias codificadas nelas? Eu represento as ruas aqui na America e represento as pessoas de outros paises que vem pra cá como resultado do que aconteceu em sua terra natal. Cada aspecto desse jogo do Rap é politico, qualquer veterano vai te dizer isso. Se você não gosta de politica, então sai da porra do mundo da música. A Politica é a coisa mais gangsta do mundo. Países de Terceiro Mundo são ricos em recursos naturais - Africa, America Central e do Sul, toda a Asia. O motivo de ter muita mão de obra barata, o motivo deles serem pobres e passarem fome é que todos os seus recursos pertencem a países como a America e a Europa, países que os possuiam como colônias e mantém as pessoas como escravas. Isso é politica, nego. Isso é mais gangsta que você, que sua quebrada, sua banca ou qualquer um que você conheça. Eu só falo como a coisa é, como a coisa era e como pode ser, ao invés de dizer como não é, como não era e como não deveria ser.

XXL: Por que você acha que o Rap do Sul está se sobressaindo mais do que o Rap de Nova Iorque ultimamente?


Technique: Bom, os artistas da East Coast e West Coast já ganharam disco de diamante, nunca vi um artista do Sul ganhar diamante [Nota do Editor: O album Speakerboxx/The Love Below de Outkast ganhou disco de diamante certificado pela RIIA]. O maior vendedor de discos do Rap não é 50 Cent, ele não representa Nova Iorque? O problema é, na tentativa de nos promover, começamos a colocar as melhores letras, mais criativas, letras mais trabalhadas em nossa mixtapes, ao invés de colocar nos albuns. Mas talvez o Sul pareça mais em destaque porque eles vendem melhor por projeto, então há consistência. Faz com que a indústria queira mais. Isso faz as pessoas verem isso como a fórmula para o sucesso, e tem um monte de garotos, não só em NY, mas especialmente aqui - que seguem modas e gostam dos mesmos assuntos.


XXL: Qual assunto você acha que as pessoas deveriam ouvir em Nova Iorque?


Technique: Com todas essas coisas no mundo, eu acho que as pessoas levam isso pro coração. Eles olham para Nova Iorque, que tradicionalmente cria letristas para falar sobre os problemas. Quando eles não os vêem, eles perdem a fé. As pessoas estão cansadas de ouvir aquela conversa de bandido sem sentido, de ouvir que você é um traficante, a menos que você demonstre outra dimensão do assunto. Qual foi, você tem pistolas? Um monte de gente tem pistolas também nego. Você vendeu drogas, quem nunca vendeu?? Você ficou preso? Eu e mais alguns milhões de pessoas também ficamos presos. Isso não é um passe livre para Negros e Mexicanos, isso é escravidão. Você vai matar alguém. Firmeza, e ai? Seja criativo ou arruma um terapeuta. Não é que os rappers são muito "ruas" ou "bandidões" para a audiência, alguns não tem talento algum - metáforas fracas, um garoto de 4 anos pode fazer igual. Eu sempre ouço "ele tem uma levada boa". A levada não impede que a música seja uma merda.

XXL: O que você acha que os MCs do Dirty South estão trazendo pro jogo?


Technique: Ninguém espera uma letra impressionante de um artista da Dirty South, mas os manos de lá não são estúpidos. Eles sofrem mais racismo, mais abusos do governo e mais pobreza do que em qualquer parte do país, exceto Michigan e outras localidades. Então apesar das letras, eles demonstram um apetite para mostrar sua dor. É claro que ouvimos as músicas comerciais que eles fazem, mas tem outras que tem conteúdo. Nós, a East Coast, somos colocados em um outro nível, por pessoas como você, pela comunidade Hip-Hop.


XXL: Por que isso em Nova Iorque, essa colocação?


Technique: Ser um compositor acima ou abaixo da média? Isso é falta de respeito com a cultura do Hip-Hop. Talvez seja outro factor. A audiência do Hip-Hop tem uma intervalo de gerações. Tem crianças que vêem Tupac e Biggie como da velha escola. Crianças que tinham cinco ou seis anos quando eles morreram. Se você for mais simplista com as letras então elas vão atrair o público mais novo. Não estou desrespeitando a inteligência dos jovens de maneira alguma - conheço muitos garotos espertos - mas essa é a verdade. Mas eu vou dizer uma grande verdade sobre o Hip-Hop do Sul agora: eles não estão ganhando todo esse dinheiro. Não quero saber o que você usa nos seus videos, o que você mostra nas boas-vindas de Howard, o que você fica exibindo nas ruas, ou quantas cópias independentes você vendeu do seu porta-malas em Alabama e Atlanta. Parem de fingir que as gravadoras não estão ficando com o dinheiro de verdade. O movimento do Sul não representa o crescente padrão das pessoas que vivem no Sul assim como não representa a tentativa desesperada das gravadoras para salvar suas vendas, que estão na privada. Eles criaram uma clientela fiel e vão explorar ela até o último. Seu carimbo não significa nada nego. Você não possui os masters, o direito de publicação não é todo seu. O montante de dinheiro que as grandes gravadoras ganham é o ponto principal. Não vemos isso como um artista. Ainda somos escravos, só estamos em navios negreiros diferentes.


XXL: Você é do Harlem, onde os artistas que estão dominando agora são os Diplomats. Você é um fã?


Technique: [Risos] As pessoas as vezes se esquecem que sou do Harlem, eu vivi aqui e em Heights. Acho que é devido ao facto de eu estar em turnê 200 dias por ano. Eu curto os trampos mais filho-da-puta que você puder fazer, mas o que eu acho, mesmo eu gostando de algumas músicas que Camm'ron e eles lançam, a idéia mais firmeza que ouvi eles escreverem foi aquelas duas músicas no 'Confessions Of Fire' chamadas "D Rugs" e "Confessions". Parecia que aquela música o machucava, e é isso que eu aprecio nas pessoas, qualquer um.


XXL: Eles são diferentes liricamente de você, mas tem algo no Dipset que você consegue se assimilar, já que todos são do Harlem?

a entrevista continua....

agora podem baixar essa mix tape dele de 2006


Immortal Technique EP - 20060


1- Intro
02- Watch Out
03- Fuck 5'O (KhanKrum mix)
04- BangBus Emblem Feat. AKIR
05- Military Freestyle
06- I Know07- Blowing Up London
08- Outro

Download:
http://rapidshare.de/files/31037172/Immortal_Technique_-_Middle_Passage_EP_-_2006.zip.html
e' tudo nosso....

f
u
i

01. Get Stupid Go Dumb - Yukmouth ft Mac Dre & Sauce
02. I Got Gz On it - Yukmouth ft Killa Tay & Mac Mall
03. Yukmouth Speaks (skit)
04. Monopoly (dissin Daz & Game) - Yukmouth
05. Money - Yukmouth ft Gonzoe
06. Oooh Aaah - Yukmouth ft E-a-ski & Richie Rich
07. Superstar (remix) - Yukmouth ft Smigg Dirtee & I-Rocc
08. Game Diss - Yukmouth09. Hate Factor - Yukmouth ft Mitchy Slick
10. Spray Yourself (dissin Master P) - Yukmouth ft C-Bo
11. Wonrd On The Streetz - Yukmouth ft I-Rocc & Smigg Dirtee
12. Boss Tycoon - Yukmouth ft Mac Dre
13. Game Over pt. 2 (dissin Game) - Yukmouth ft Gonzoe
14. Mob Shit - Yukmouth15. Dirty Rats - The Luniz
16. Where You At (dissin DpG & G-Unit - Yukmouth ft Gonzoe
17. 2 Of The Realest - Yukmouth ft Young Dru
18. Game Ova (dissin Game) - Yukmouth
19. It's Ours - Yukmouth ft C-Bo & Louie Loco
20. Yukmouth Outro
21. Bonus Track (Whats Beef) ft Speedy & The Game
22. Bonus Track (Thugz Die) - The Luniz

Yukmouth - Shittin On Tha Industry

Dia 21 de Agosto marca a data de lançamento do novo projecto dos Outkast, intitulado Idlewild. O sucessor de Speakerboxxx/The Love Below, editado em 2003, será a banda sonora do filme protagonizado pelos emcee's também com o nome de Idlewild. O disco conta com colaborações de nomes como Snoop Dogg e Macy Gray e terá lançamento pela LaFace Records.
Artista: Outkast
Editora: LaFace Records
Álbum: Idlewild
01 Intro
02 Mighty «O»
03 Peaches (feat. Sleepy Brown & Scar)
04 Idlewild Blue (Don`tchu Worry `Bout Me)
05 Infatuation (Interlude)
06 N2U (feat. Khujo Goodie)
07 Morris Brown (feat. Scar & Sleepy Brown)
08 Chronomentrophobia
09 The Train (feat. Scar & Sleepy Brown)
10 Life Is Like a Musical
11 No Bootleg DVDs (Interlude)
12 Hollywood Divorce (feat. Lil` Wayne & Snoop Dogg)
13 Zora (Interlude)
14 Call the Law (feat. Janelle Monáe)
15 Bamboo & Cross (Interlude)
16 BuggFace
17 Makes No Sense at All
18 In Your Dreams (feat. Killer Mike & Janelle Monáe)
19 PJ & Rooster
20 Mutron Angel (feat. Whild Peach)
21 Greatest Show on Earth (feat. Macy Gray)
22 You`re Beautiful (Interlude)
23 When I Look in Your Eyes
24 Dyin` to Live25 A Bad Note
Fonte: Terroristas Sonoros

quinta-feira

O MC porto-riquenho Fat Joe está pra lançar mais um album em sua carreira intitulado como "Me Myself & I " Fat Joe revelou algumas participações do novo album terá The Game e Lil Wayne por enquanto e as produções ficaram por conta de Scott Storch,Dj Khalled e outros mais.
Joe disse que liricalmente esse album será bem gangsta tipo um lado pessoal dele mas a minha musica preferida que vai estar nesse album será "Maria" dedicada a minha mãe. Esse album terá muita coisa q vcs naum sabem de mim por isso coloquei esse titulo"Me Myself & I" Me Myself & I nas lojas nos proximos meses....


... e ficou confirmado que Fat Joe e The Game, deixaram mesmo suas labels. Fat Joe, que era da Atlantic Records, estará lançando seu album "Me Myself & I" pela gravadora independente Terror Squad.

O album vai estar nas ruas dia 17 de Outubro e o primeiro single, é "Clap and Revolve".

Já The Game, está mesmo fora da Aftermath. Tudo foi confirmado através do website da Aftermath. The Game não é mais membro da Aftermath, e sim da Geffen Records.

O próximo album do rapper, "The Doctors Advocate" está programado para o dia 7 de Novembro, e terá participações de Nas e Mary J Blige, enquanto a produção é de Dr. Dre, Cool & Dre e Scott Storch, entre outros.


Track Listing▌
01. Born In NYC 04:00 ▌
02. Mother Nature (Ft. Razah) 04:46 ▌
03. Corner Store 03:29 ▌
04. No Competition (Ft. Remy Martin) 03:09 ▌
05. Who You Know 02:37 ▌
06. Ridin' Shotgun (Ft. Paul Wall) 03:42 ▌
07. Sharades 03:56 ▌
08. License To Kill (Ft. Prodigy) 03:57 ▌
09. NYC Drama 04:47 ▌
10. We Are The Streets (Ft. Bun B, Maino, WC) 04:58 ▌
11. Body Bluffin' 04:10 ▌
12. In The Bushes (Ft. Ghostface) 02:33 ▌
13. Never Come Back (Ft. Nas) 02:20 ▌
14. Style Wars (Ft. J.R. Writer) 04:31

Dj Odyssey Presents The Chronic 2005

1. CHRONIC 05 Intro
2. Jae Hood & Sheek louch - How D Block do
3. Styles P feat. 2 Pac - Keep ya Hustling up
4. Murda Mook & Snoop Dogg -small Chronic Break INTERLUDE
5. Jadakiss & Styles P- freestyle
6. Nas - getting married
7. Ja rule feat .Jadakiss& Snoop Dog - New York (odyssey rmx) 8. Eminem - They Ain't Crazy
9. Eazy e , Lloyd Banks & Akon -Streets Been Good
10. Remy Ma feat. Eminem & Big Pun - Take me Home
11. Dj Vlad feat. 2 Pac & Anthony Hamilton - Dear Mama
12. Fat Joe & ti - Get crunked in the club (odyssey mix)
13. Fabolus feat 50 cent - Breathe
14. Beenie Siegal - Way i am
15. Nas - The makings of a perfect bi*ch
16. Small Chronic Break ll (Odyssey mix)
17. Eminem, Biggie, and 2 Pac - Died 4 the spot
18. Game feat. 50 cent - Count on me (produced by dre)
19. Murda Mook - greatest flow on earth
20. Jay Z & Notorious Big - Warriors
21. Snoop Dogg feat. Daz - Whatcha Doin' (exclusive)
22. Notorious Big - Gimme the loot 2005
23. 50 cent, Game, lil jon and twista - G Unit Bounce
24. Joe Buddens, Remy Ma, 50 cent, and Lloyd Banks - Get around

Dj Odyssey Presents The Chronic 2005
senha=2005

http://rapidshare.de/files/27988347/TGP-TBWSJ1.rar.html

1- We Out Here ft. The Game, Clyde Carson, Ya Boy, Juice, Phat Rat, & Lil Mo
2- One Blood (Its Okay) ft. The Game
3- Be Eazy ft. The Game, Ya Boy, Juice, & Mary J Blige
4- So High ft. The Game, Ya Boy, & Juice
5- Who Got The Juice Now ft. Juice & The Game
6- Hustla ft. Cyssero The Virus, Clyde Carson, & Akon
7- Back 2 Back ft. The Game & Jayo Felony
8- 100 Bars Of Crack ft. Ya Boy
9- Lights Camera Action ft. The Game, Clyde Carson, & Snoop Dogg
10- 24s ft. Clyde Carson
11- Whats Beef ft. The Game & Ya Boy
12- Juice Interlude
13- Rollin ft. Juice & The Game
14- Hurricanes ft. The Game, Ya Boy, & Juice
15- Im A Rider ft. Cyssero The Virus
16- Hustla Music ft. The Game, Dubb, & Clyde Carson
17- The Cypha ft. The Game, Ya Boy, Jay Rock, K Dot, Juice, & Dubb
18- Fire In Ya Eyes ft. The Game, Ya Boy, & Cyssero The Virus
19- My Turn ft. The Game

terça-feira

The Game - The Documentary

Essa revisão é do album do The Game, feita por VerseStyle;

Quando ouvi The Game pela primeira vez, eu gostei dele. Ele não era ruim, não era excelente, e (na minha opinião), não mereceu toda a badalação que recebeu. Minha opinião sobre ele não mudou desde então.

O tempo passou e o novo membro da G-Unit sempre se gabando de ser o cara que trouxe a West Coast de volta ao centro do Rap, eu fui ouvir o album para ver se ele podia me provar isso.

1) Intro (Produzida por Dr Dre)
Somente uma intro.

2) Westside Story - 50 Cent (Produzida por Dr Dre & Scott Storch)

A batida fala mais alto aqui. É muito boa, um toque ao fundo de piano com um acorde de piano mais alto sobre ele, o único problema é que fica repetitivo. Por ser produzida pelos dois melhores produtores do passado e presente, foi decepcionante. Game começa dando um salve para várias gangues (como pode?).. seu primeiro verso é bom, mas é simples e fraco em conteúdo (nada demais), mas não é ruim. E continua assim por toda a música. 50 Cent entra no refrão, gritando Westside. (Decente)

3) Dreams (Produzida por Kanye West) Para Kanye, essa batida é muito simples. O produtor parece uma sombra de si mesmo com essa batida, sem alma, sem o refrão cantado, sem algo a mais, embora tenha sua marca registrada perto do refrão. O sample de um homem falando "dream" no fundo se torna repetitivo e enjoa, embora esteja claro que ele é usado como o "breathe" de Blaze usado na música de mesmo nome de Fabolous, mas aqui não ficou muito bem. Game novamente dá um salve em seu produtor e pra um monte de gente, enquanto se gaba de sua própria vida. (Fraca)

4) Hate it Or Love it - 50 Cent (Produzida por Cool & Dre) Ai sim, finalmente uma batida interessante. Um tambor com uma batida sólida, sobre um jazz estilo canção natalina, mais um acorde de saxofone. 50 rima primeiro, sua levada tá no ponto certo, embora sua rima seja fraca. Ele canta o refrão novamente, acompanhado de Game, o refrão é a melhor parte da música depois da batida. A letra de Game é um pouco melhor nesse som, mas novamente dando salves para umas 3 ou 4 pessoas. (Boa)

5) Higher (Produzida por Dr Dre & Mark Baston)O segundo single. A batida, é um pouco mais composta, é melhor do que da Westside Story; Game começa citando outros artistas, seu verso é decente e a levada é boa. O refrão é bom e interessante, mas continua dando salves, como no resto da música. Boa música para os clubes. (Boa)

6) How We Do - 50 Cent (Produzida por Dr Dre & Mike Elizondo) A batida é simples, no minimo interessante. O primeiro verso de Game (e os seguintes) são abaixo da média, além de sua levada estar fora de sintonia. 50 cantando o refrão está pedindo pra ser esquecido.. seu verso é muito ruim, pelo menos a levada está no ponto. (Decente)

7) Don’t Need Your Love - Faith Evans (Produzida por Havoc 'Mobb Deep') É uma vergonha. A primeira batida realmente boa do CD, Havoc parece estar se recuperando de sua queda no Amerikaz Most Wanted, com um sample estilo Kanye todo em cima de um acorde triste.. Game rimando soa no começo como 50 Cent, mas só até o meio do verso, então volta ao seu normal. Faith no refrão soa angelical, se encaixando perfeitamente na batida de Havoc. O segundo verso de Game é melhor, mas no geral o que era para ser uma canção triste simplesmente acabou se tornando outra coisa. (Decente)


8) Church For Thugs (Produzida por Just Blaze) Essa batida soa como as batidas costumeiras de Blaze. Game demonstra sua falta de inteligência ao tentar combinar rimas conscientes com gangsterismo: "Eu acabei de lançar um video e gastei metade do orçamento/Sou Gangsta/Vou sacar da 40 Cal em público/Tenho mais ódio no coração do que Pac por Deloris Tucker/" seguido diretamente por essa rima "Toda vez que um mano meu leva um tiro, mais eu sofro/Porque estamos presos em um mundo onde você tem que morrer pelas cores que você usa/" (Fraca)

9) Put You On the Game (Produzida por Timbaland) Essa batida soa como uma do Sul, a batida costumeira de Tim. É uma batida legal. Game manda suas rimas de sempre, que agora começam a entendiar, dando salves/falando de carros/gangsterismo, que deve ser o que representa sua vida. (Fraca)

10) Start From Scratch - Marsha of Floetry (Produzida Dr Dre & Scott Storch)A batida é um pouco melhor do que a outra da dupla Dre/Storch, na verdade é muito boa. No começo tem um corte de uma entrevista, a entrevista onde ele chegou bêbado e cuspiu; ele nunca deveria ter feito isso, isso destruiu a música e o canto de Marsha, essa música pode ser considerada a Many Men do Game. (Fraca)

11) The Documentary (Produzida por Jeff Bhasker)Parece que uma batida mais agressiva faz com que Game rime mais agressivamente; a levada dele está melhor aqui. Depois de vários versos medianos, o refrão é a melhor parte da música "I was Ready 2 Die without a Reasonable Doubt/Smoke Chronic and hit it Doggystyle before I go out/Until they sign my Death Certificate, All Eyes On Me/I’m still at it, Illmatic and that’s the Documentary/”. O album todo deveria soar como essa música.

12) Runnin - Tony Yayo (produzida por Hi-Tek) As batidas de Tek costumam ser boas, assim como essa. Game apoia-se em seu estilo costumeiro de rimas de 3 silabas, novamente. Suas rimas são um pouco mais metafóricas, e ele obviamente se esforça para não começar a dar salves ou nos dizer o carro que ele dirige (ele fala até a marca do tênis que ele usa). Yayo manda uma rima muito ruim, nada rima e ele usa a mesma palavra (com o mesmo significado) várias vezes. (Decente)

13) No More Fun and Games (Produzida por Just Blaze) Ironicamente, a batida mais G-Funk do album vem de um produtor de New Jersey que costuma fazer produções para MCs de New York e Philly... Blaze. A batida é boa, mas tem um sample de uma "multidão" que dá a atmosfera de uma festa à música, e coloca a letra de Game em segundo plano. (Boa)

14) We Ain’t - Eminem (Produzida por Eminem)A batida não é lá essas coisas (como era de se esperar), mas não é horrível (tá melhorando Shady). Com Eminem cantando junto com ele, Game não resiste e cita o nome dele umas 3 vezes só no primeiro verso; no lado bom, ele rima sobre tensão racial, mas por outro lado, ele provavelmente falou isso porque ele achou que tinha que fazer isso. A rima de Eminem é uma das melhores que já ouvi ele fazer, a letra e a levada. O segundo verso de Game parece que foi escrito por outra pessoa, está no estilo de Eminem. (Boa)

15) Where I’m From - Nate Dogg (Produzida por Focus) O produtor da Aftermath fez um bom trabalho nessa; uma batida descontraída, Nate cantando o refrão, parece boa. No entanto, o primeiro verso de Game provavelmente é a maior orgia de citação de nomes, carros e tênis do CD todo. O resto é decente, nada demais, médio. (Decent)

16) Special - Nate Dogg (Produzida por Needlz)Needlz é um produtor desconhecido por mim, mas se levar em conta essa batida, ele tem habilidade. Ela te contagia. A batida e o refrão de Nate encobrem as rimas de Game, uma boa música para os clubes. (Boa)

17) Don’t Worry - Mary J Blige (Produzida por Dr Dre & Mike Elizondo)Esse pano de fundo tranquilo parece se ajustar ao vocal de Mary J perfeitamente, a transformação quando Game começa a rimar passa despercebido. As rimas de Game são decentes, canções sobre mulheres geralmente não são ruins (melhor do que a Smile de Lloyd Banks), mas ficou boa por causa da batida e de Mary J, não Game. (Decente)

18) Like Father, Like Son - Busta Rhymes (Produzida por Buckwild)A batida é boa, muito emotiva; Busta faz um bom trabalho no refrão, infelizmente é só isso que ele faz. Game canta os três versos, e não são tão ruins. (Boa)

Médio.

Quase tudo nesse album é médio, decepcionante para alguém tão badalado. Suas letras não são bem trabalhadas, e consiste em sua maioria em nos dizer com quem ele anda, o que ele dirige e o que ele usa no pé. Enquanto muitas batidas são boas, nenhuma delas (exceto uma talvez) soa como um som da West Coast, e NÃO tem nenhum MC da West Coast no album... Não sei como ele diz trazer a West Coast de volta, quando ele não representa a West!

Nota Geral de 1 a 5: 3 (Médio)Overall Rating: 3/5 (Average)Minha recomendação: Faça download, guarde as que você gostar.


01. Intro
02. Westside Story - 50 Cent
03. Dreams
04. Hate It or Love It - 50 Cent
05. Higher 06. How We Do - 50 Cent
07. Don't Need Your Love - Faith Evans
08. Church for Thugs
09. Put You on the Game
10. Start from Scratch
11. Documentary
12. Runnin'
13. No More Fun and Games
14. We Ain't - Eminem
15. Where I'm From - Nate Dogg
16. Special - Nate Dogg
17. Don't Worry - Mary J. Blige
18. Like Father, Like Son - Busta Rhymes


http://www.megaupload.com/?d=988J1FAO